O Rock está mais vivo do que nunca

Um olhar crítico e reflexivo sobre o que esperar do Rock Nacional e internacional em dias atuais e sua importância atemporal.

O Rock está mais vivo do que nunca
Divulgação: houseofblues.com
O Rock está mais vivo do que nunca

Salve salve leitores e ouvintes da nossa Rádio LED FM.

Um olhar crítico e reflexivo sobre o que esperar do Rock em dias atuais e sua importância atemporal.

Muito se tem falado sobre 'novo rock' ou 'classic rock'....sobre essa ou aquela vertente ou sobre o que é melhor, o que é relevante ou não.....e no fundo tudo se resume a apenas uma pura e simples certeza...." todo rock é rock e fim de papo' !!

A originalidade no rock já está escassa há anos, e nem por isso tá menos prolífica ou atual. Quem é rockeiro difícilmente deixará de ser rockeiro, principalmente pq não é uma modinha, o Rock é passado de pai pra filho, e isso é um fato!

Sempre fui fascinado por rock em sua totalidade, absorvo informações e biografias vorazmente. Tudo relacionado ao Rock me interessa...e não obstante...criei um grupo que, a cada dia, através das palavras de cada membro, traduz nossa filosofia e nossa paixão por Rock and Roll!!

Mas o que eu quero mesmo colocar em foco é....' o Rock Nunca vai morrer' ! Jamais! Atualmente...tenho pirado muito no som de três bandas mais recentes e distintas, no caso, GRETA VAN FLEET, THE STRUTS e FIVE FINGER DEATH PUNCH, cada uma muito diferente da outra, e pouco me importa se o novo rock remete ao 'velho rock'.

O grande barato é a diversidade de gêneros e influências.

Os grandes monstros sagrados nunca perderão a majestade....e, se for para reverenciar os mestres, já estou ansioso p ouvir o novo Pink Floyd, o novo Doors, o novo Deep Purple ou a nova Janis, a exemplo das comparações do GVF.

Em tempo....os meninos do Greta realmente não estão nem dormindo por conta dos haters e puristas. A prova tá aí....foram ovacionados e consagrados nos shows do Lollapalooza Brasil em 2019, já estão no terceiro àlbum...e estão pouco ligando se forem o Led da nova geração! Ainda dentro desse campo, sou quase um especialista em achar bandas que remetem à outras sonoridades consagradas!

Exemplos? Pesquisa aí!

Quer conhecer os novos U2? Ouça CEASEFIRE e THE OCTOBER.

Quer conhecer o novo The Smiths ou Morrissey? Ouça NORTHERN PORTRAIT.

O heavy metal clássico do já não tão novo PRIMAL FEAR é igualzinho ao velho Judas Priest...e nem por isso menos excelente!

Os finlandeses do H.I.M fazem um Gothic Rock que trás a mesma atmosfera de bandas 80tistas como o The Mission ou o Sisters of Mercy, com uma pegada mais Hard Rock...e mesmo assim são absurdamente famosos na Europa, mas infelizmente pouco conhecidos aqui!

Quer conhecer bandas nacionais bacanas e diferenciadas que merecem destaque? Ouça os mineiros da GARIBALDOS, ADO e do BIG BEAR BROTHERS, ou rock alternativo sulista de MAX MADRASSI, de Caxias do Sul ou do rock vibrante do BLACK MOON RIDERS, de Porto Alegre. O grunge paulistano da banda FOOSE, o alter RockPop do JACK BONEY, de Guarulhos, o PopRock super radiofonico do DZROCK, de Santos-SP , o PopRock perfeito da SOS MONDO, de Piracicaba-SP e, minha mais recente descoberta sonora, vindo direto de Natal-RN, o grunge metal do PSYCHOTIC APES ! Moral da história....estamos cheios de bandas nesse Brasil....só falta oportunidade e boa vontade dos fãs para ajudarem na divulgação das bandas!

Tem muita coisa excelente aí pra ser descoberta pelas massas galera!

O que o Rock precisa verdadeiramente, e agora estou me referindo exclusivamente ao rock dito 'autoral' nacional, é de que se crie uma nova cena no rock, não uma ou duas bandas que se destaquem, mas uma cena mesmo, organizada e com ideologia comum das bandas se ajudarem e se apoiarem mutuamente, como um dia foi, nos anos 80, quando o dito " rock de Brasília" migrou para as grandes capitais e saiu puxando um sem numero de outras bandas, motivadas pelo 'faça você mesmo' que o punk rock sempre instituiu!

É muito chato ser um Rockeiro preguiçoso e recalcado! Prefiro 200.000 vezes querer vir a ser alguém como Kid Vinil, reverendo Fabio Massari ou Gastão Moreira, do que ser pretensioso e antipático como outros que acham que só o que eles gostam é que é bom!

O Rock é rico e se recria e se recicla...quer você queira ou não!

O mesmo digo ao pessoal mais metaleiro radical, que vive queimando a cara dos rockeiros que amam tanto o Metal quanto o Punk Rock, o PopRock, o indie, o alternativo....pq temos vertentes para todos os gostos.

Caramba...eu ouço Korn ou o Five Finger com a mesma paixão que ouço por exemplo Keane ou Amy Winehouse....completamente diferentes...mas indispensáveis de acordo com nosso estado de espírito naquele dia!

O prazer e o sentido que o Rock dá às nossas vidas, sempre vai estar diretamente relacionado ao nosso estado de espírito, pois o próprio Rock em si já é um estado de espírito, uma 'entidade'. Todas as vertentes são o melhor estilo pra se ouvir 'naquele momento, naquele dia ou naquela fase'.

Então meu povo...vamos celebrar o Rock....pq celebrar a estupidez do povo e celebrar nossa desunião....como um dia disse Renato Russo....a gente já faz todo dia e nem percebe! Somos as cabeças pensantes, não se esqueçam disso, e não fiquem aborrecidos se muitos não entendem o que eu ou você pensamos! Estaremos sempre numa School of Rock....certo?

Sandro Guatura

TIOZÃO ROCKEIRO.