Roger Waters declara que seus ex-colegas de Pink Floyd eram tóxicos

Os argumentos em andamento entre os membros do Pink Floyd parecem ter eliminado qualquer possibilidade de outra reunião

Roger Waters declara que seus ex-colegas de Pink Floyd eram tóxicos

Roger Waters compartilhou uma opinião direta sobre seus ex-colegas de Pink Floyd, referindo-se a eles como "esnobes e arrogantes porque eles se sentiam muito insignificantes".

Ele sugeriu em uma entrevista recentemente que sua separação em 1985 do grupo foi fundamental para o desenvolvimento de sua própria carreira solo. "Era muito importante que eu fugisse quando o fiz", disse Waters.

Seus colegas de banda diriam a Waters que ele era "não ouvia o tom" e "não entendia de música", acrescentou. "Eu estava em um ambiente muito tóxico onde eu estava perto de algumas pessoas – bem, David [Gilmour] e Rick [Wright] estavam sempre tentando me arrastar para baixo. Eles estavam sempre tentando me derrubar".

Os argumentos em andamento entre os membros do Pink Floyd parecem ter eliminado qualquer possibilidade de outra reunião. "O Pink Floyd teve seu curso, estamos acabados", disse Gilmour ao Guitar Player no início deste ano. "Sou a favor do Roger fazer o que quiser e se divertir".

Mais recentemente, Waters e Gilmour discordaram sobre o material a ser incluído em uma reedição muito esperada de Animals de 1977. "Bem, um remix muito bonito de Animals foi feito, mas alguém tentou forçar algumas notas sobre ele que eu não aprovei e, hum, alguém está batendo o pé e não permitindo que ele seja lançado", Gilmour disse à Rolling Stone em junho.

Enquanto isso, uma versão recém-remixada de A Momentary Lapse of Reason, o primeiro álbum do Pink Floyd gravado sem Waters, está prevista para 29 de outubro.

Apesar de suas brigas atuais, Waters diz reconhecer que a música que ele e seus atuais desafetos criaram juntos continua tendo um feito impressionante. "Aqueles anos em que estivemos juntos, independente de nossas relações pessoais, não há dúvida que fizemos um bom trabalho juntos", disse ele a Maron. "Nós não compartilhamos a visão, mas compartilhamos o trabalho".